bio

o MPD é um movimento musical criado no inicio de 2010 pensa-se que em coimbra, na ruc a 21 de maio de 2010. os primeiros seis manifestantes assinaram o manifesto (diz-se que foi com sangue deles ou de porco) de onze pontos que defendia uma outra forma de abordar a composição e produção de música em portugal, onde a liberdade e o risco da “demo” fosse revelado em pequenas edições online, respeitando 11 regras e providenciando sempre o acesso livre e imediato à obra.

queríamos gravar o instinto. queríamos desbravar todo o mato que a internet ofereceu à música e gravar o seu efeito. aproveitar todas as possibilidades gratuítas e gravar o seu efeito. toda a ausência de papel, todo o sentido prático e fácil da “coisa”. estava a ser necessário encher um “.tk” de reverb e delay, samplar músicas sacadas no napster, aprumar um bandcamp. esse era o nosso princípio sem pensar no amanhã. hoje, em 2012, fruto duma adaptação do manifesto ao estado da música, à quantidade de pequenas editoras interessantes emergentes, com um lado físico bem simpático, com tudo isso e mais alguma coisa, a facção editorial do movimento ganha e prevalece.

english bio

MPD or música pop desempregada means something in english like “the unemployed pop music movement”.

the MPD is a musical movement created in early 2010 by a group of artists (better known as a vaina) from various parts of the country with some connection to the city of coimbra. the movement was formalized as an eleven-point manifesto that work as a new way to compose and edit music in portugal. at the radio university of coimbra, on may 21. this is the musical store of the MPD where everything is for free.

MPD runs naked from coast to coast with no decency.